SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA LIBERA JOÃO RODRIGUES PARA ELEIÇÕES